Hoje eu venho aqui conversar com você sobre a necessidade da gente não se diminuir pra caber no mundo do outro. Infelizmente a gente por apego ou falta de amor próprio se permite ser bem menos do que poderia ser. Muitas vezes a gente corta nossas próprias asas por ter medo de embarcar pra próxima estação...Viver é em boa medida este chegar e partir da estação. Nossas escolhas levam a gente pra lugares e situações que nos convidam a embarcar pra um novo destino. E justamente na hora de embarcar no trem algumas vezes a gente por medo da viagem ou por excesso de apego ao passado... a gente decide ficar na estação. Nossa escolha levou a gente do ponto A até o ponto B. Justamente na hora de seguir a viagem a gente empaca e não carimba o bilhete pra seguir a viagem rumo ao ponto C. Daí... a gente fica ali na estação vendo os embarques e desembarques dos outros e imaginando como iria ser a nossa viagem. E quase sempre a viagem mais frustrante é aquela que a gente não fez...