Agência da ONU afirma que relatos dos deslocados são “impactantes” e que a situação das pessoas refugiadas é “desoladora”; equipe está visitando abrigos e contribuindo com autoridades e parceiros locais para apoiar a ajuda humanitária.