Você já imaginou como é se sentir inadequado, rejeitado por parte da sociedade simplesmente por ser quem é ou pior, vítima de violência física ou psicológica por causa da sua identidade? Ainda hoje, em pleno 2024, o Brasil é considerado um dos países mais violentos do mundo para as pessoas que se autodeclaram gays, lésbicas, bissexuais e transgênero.

Pelo 15º ano, vergonhosamente, somos a nação que mais mata pessoas trans no mundo. Foram 145 assassinatos em 2023, segundo o último relatório da ANTRA Associação Nacional de Travestis e Transexuais. O estado de São Paulo lidera essa triste estatística, foram 19 mortos no ano passado. A primeira violência, geralmente, acontece dentro de casa, forçando a saída de quem a sofre.

Pessoas trans, o preconceito e as ruas é o tema do Pauta e Prosa 16, que recebe o Alberto Silva, que é coordenador da Casa Florescer, que apoia a comunidade trans em situação de vulnerabilidade social, e a Larissa Nascimento, cantora e mulher trans, que compartilharam conosco as suas histórias de dor e superação. Eu te convido a ouvir essas vozes tão importantes para quebra do preconceito pelas diferenças nas nossas principais plataformas de áudio e no nosso canal no YouTube, na aba podcasts e ainda em pequenos cortes nas nossas redes sociais.

Pauta: Caio Canavieira (@caiocanavieira)
Estagiários: Guilherme Fonseca (@gguifonseca_) e Mariana Costa
Produção: Felipe Vidal (@_felipevidal)
E nos Trabalhos Técnicos: Gisele Sartini (@giselesartini_) e Marina Orfalli (@ma_orfali)
Estagiário De Mídias: Fernanda Davi (@fernanda.davi_)
Apresentação e Roteiro: Valeska Quintela (@valeska_jornalismo)